N Engenheiros

Programa Operacional do Algarve apoia seis equipamentos sociais

Fundos Europeus geridos pelo Programa Operacional do Algarve- CRESC ALGARVE 2020 apoiam seis candidaturas promovidas por instituições particulares de solidariedade social em infraestruturas nos domínios da deficiência, saúde mental e terceira idade.

No domínio da saúde mental, destacam-se a Residência Apoio Moderado e a Unidade Socio Ocupacional e Apoio Domiciliário, ambas da ACASO (Olhão) e a estrutura residencial para pessoas idosas (ERPI) e Centro de Dia, especialmente dedicadas a pacientes de Alzheimer e outras demências, da Santa Casa da Misericórdia de Castro Marim. No domínio da deficiência, registe-se a edificação do Centro de Atividades Ocupacionais da Casa do Povo do Concelho de Olhão, localizada em Moncarapacho. No caso da terceira idade, está incluída uma ERPI, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário (SAD da Associação Cegonha Branca (Castro Marim) e ampliação de outra ERPI promovida pela Santa Casa da Misericórdia de São Brás de Alportel.

Estes seis equipamentos sociais representam um investimento elegível de 7,3 Milhões de Euros, beneficiando de comparticipações aproximando do 4,4 de Milhões de Euros em fundos Europeus geridos na Região, provenientes do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

Pode encontrar mais informações sobre este e outros projetos aprovados, no âmbito do Programa Operacional ALGARVE 2020, em https://algarve2020.pt/info/projetos-aprovados

 

Ademar Dias

Partilha este artigo