N Engenheiros

Portugueses que ganham menos entre os mais expostos a risco de desemprego

A pandemia gerada pelo novo coronavírus teve impacto - e continua a ter - no mercado de trabalho. Porém, esse impacto varia entre os vários Estados-membros, sendo que Portugal está entre os países onde a "probabilidade de perder o emprego é duas a três vezes maior" para os que ganham menos.

Esta tendência também se verifica em Espanha, Irlanda ou Itália, de acordo com um estudo do Eurostat.

Além disso, o risco de perder o emprego é maior para os trabalhadores temporários, os jovens empregados (com idades entre os 16 e os 24 anos) e para os cargos pouco qualificados.

Do ponto de vista geral, "as pessoas que ganham menos, incluindo aquelas abaixo do limiar do risco de pobreza, têm maior probabilidade de demissão temporária ou de perder o emprego", pode ler-se no relatório do Eurostat.

O estudo do Eurostat adianta ainda que o maior risco para um trabalhador ser alvo de dispensa temporária foi registado no setor do alojamento e restauração. 

 

Ademar Dias

Partilha este artigo