N Engenheiros

Museu Municipal de Faro recebe dose dupla de exposições

O Lápis Mágico

Com curadoria de Pedro Cabral Santo, a exposição de desenho O Lápis Mágico, assim intitulada em homenagem à série televisiva homónima dos anos 70, conta com a participação dos artistas António Olaio, Tiago Batista e Xana.

Pedro Cabral Santo, toma esta série de animação de Zaczarowany Olowek — em que uma criança com o seu Lápis Mágico, torna real tudo o que com ele desenha —, como a metáfora perfeita para sublinhar os predicados do Desenho, enquanto forma de conhecimento/modo de pensar o mundo, “ferramenta expressiva” etc., e, “por direito próprio”, como disciplina artística autónoma.

A “demonstração”, essa, fica a cargo do António Olaio, Tiago Batistae Xana, através de propostas que vincam um estilo pessoal na abordagem do Desenho, surpreendentes e estimulantes, explorando os limites desta disciplina artística.

https://artadentro.com/o-lapis-magico-antonio-olaio-tiago-batista-e-xana/

 

Sobre os artistas:

António Olaio (1963, Sá da Bandeira, Angola). Vive em Coimbra. Professor no Departamento de Arquitectura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, é Director do Colégio das Artes e investigador do Centro de Estudos Sociais da UC. Performer e fundador do grupo Repórter Estrábico em 1986, e, desde 1995, as canções que compõem com o músico João Taborda integram frequentemente os seus vídeos e exposições.

 

Tiago Baptista (Lisboa, 1967). Professor do Curso de Artes Visuais da Universidade do Algarve. Paralelamente à actividade pedagógica que desenvolve desde 1997, expõe a sua obra em exposições colectivas e individuais desde 1991, em Portugal e no estrangeiro.

 

Xana (Lisboa, 1959), em 1984 licenciou-se em Artes Plásticas / Pintura pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa. Também em 1984, integra o grupo Homeostética. É professor no Curso de Artes Visuais da Universidade do Algarve. Explora o desenho, a pintura, escultura, instalação, cenografia e performance. Expõe desde 1981, e a sua obra integra importantes colecções nacionais e internacionais, e inclui várias intervenções em espaços públicos.

 

 

 

Entre Espaços

A exposição Entre Espaços, com desenhos de Jorge Rodrigues, é uma das duas mostras que inauguram em simultâneo no Museu Municipal de Faro, como parte do ciclo de arte contemporânea Eklektikós, que decorrerá até Julho de 2021. Este novo ciclo de exposições dá continuidade à colaboração entre a Artadentro e o Museu Municipal de Faro, com o apoio do Município de Faro.

Os desenhos que Jorge Rodrigues agora nos apresenta, a um tempo, dão continuidade e contrariam um corpo de trabalho anterior. Surgem “pela vontade de trabalhar ‘entre espaços’”, agora delimitados no interior da área a trabalhar, introduzindo um elemento dramático, perturbador, que vem ritmar a serenidade luminosa das suas habituais superfícies.

Nestes desenhos, Jorge Rodrigues, utilizando um vocabulário frugal, prossegue a sua demanda artística olhando a vastidão do espaço-tempo, na busca do “belo” utópico. Mas, desta vez, preservando um retorno seguro guiado pelo seu “novelo de Ariadne”.

https://artadentro.com/entre-espacos-jorge-rodrigues/

 

Sobre o artista:

Jorge Rodrigues (Lagos, 1973), vive e trabalha em Lisboa. Fez a sua formação artística no Ar.Co., em Lisboa, e expõe regularmente desde 1992. A sua obra integra importantes colecções públicas e privadas.

 

 

Museu Municipal de Faro

Praça Dom Afonso III 14, 8000-149 Faro

Horário: 3ª. a 6ª das 10h00 às 18h00 / Sáb. e Dom. das 10h30 às 17h00.

Encerra 2ªs e feriados

 

 

Ademar Dias

Partilha este artigo