Rota do Petisco 2021

Desmantelada rede de falsificação de documentos no Algarve

O Comando Territorial de Faro da Guarda Nacional Republicana, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Faro, ontem, dia 13 de outubro, constituiu arguidos cinco homens e duas mulheres, com idades compreendidas entre os 20 e os 50 anos, por crimes de burla qualificada e falsificação de documentos, em Faro e Olhão.

No âmbito de uma investigação por burlas a uma empresa gasolineira que decorria há cerca de oito meses, os militares da Guarda efetuaram diligências policiais que permitiram apurar que os suspeitos procediam à falsificação de documentos para, através de uma plataforma online da empresa gasolineira, formalizarem contratos com a mesma e assim obterem cartões de crédito de combustível, tirando proveito do plafond inicial de combustível atribuído ao cliente. Subsequentemente, esse plafond inicial nunca era saldado, lesando assim a empresa em cerca de 7 mil euros.

No seguimento das diligências foi possível desmantelar uma rede de falsificação de documentos e burla, culminando na constituição de arguidos de sete suspeitos, tendo sido dado cumprimento a oito mandados de busca, sete domiciliárias e uma em veículo, e na apreensão de dez cartões de crédito de combustível da gasolineira, de distintos titulares, diversa documentação associada ao pedido de emissão dos cartões de crédito de combustível, um computador, dois computadores portáteis, dois tablets, três pen drives, um disco interno e sete telemóveis.

Os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Faro.

A ação contou com o reforço de militares do Destacamento Territorial de Faro e da estrutura de investigação criminal do Comando Territorial de Faro, e com o apoio da Polícia de Segurança Pública (PSP).

 

Ademar Dias

Partilha este artigo

N Engenheiros