N Engenheiros

Ciclismo: reforços apresentados pela equipa Atum General / Tavira / Maria Nova Hotel

Gustavo Veloso, Rafael Lourenço, Emanuel Duarte e Samuel Blanco são os ciclistas que reforçam, para 2021, a equipa Atum General / Tavira / Maria Nova Hotel e que foram ontem apresentados em cerimónia pública, em Matosinhos, na sede de um dos patrocinadores da equipa, o Atum General.

 

Gustavo Veloso

Gustavo César Veloso é um ciclista espanhol, nascido a 29 de Janeiro de 1980, em Pontevedra (Galiza). Iniciou-se no ciclismo na equipa Clube Ciclista Cultural Cambados. Tornou-se profissional em 2001. Venceu a Volta a Catalunha em 2008 e a nona etapa na Volta a Espanha em 2009. Na Volta a Portugal é um crónico candidato à vitória, prova que venceu em 2014 e 2015, assim como 12 etapas entre 2006 e 2020. Classificou-se em segundo lugar da geral individual na edição de 2020 da Volta a Portugal.

 

Rafael Lourenço

Rafael Lourenço é um ciclista português, nascido a 24 de Maio de 1995, natural de S. Bartolomeu de Messines. Começou a competir em BTT, na categoria XCO. Em 2014 ingressou nas escolas de ciclismo do Clube de Ciclismo de Tavira, na categoria de Júnior. Tornou-se profissional em 2016 na equipa Sporting/Tavira. Em 2017 alcançou a sua 1ª vitória, na 2ª etapa no Prémio Jornal de Notícias. É tido como um dos ciclistas mais promissores da categoria de SUB-23.

 

Emanuel Duarte

Emanuel Duarte é um ciclista português, nascido em 24 de Janeiro de 1997, natural de Portimão. Como desportista iniciou-se na vela. Como a sua preparação incluía bicicleta, demonstrou boas características para o ciclismo, desporto em que passou a competir em 2016, no escalão júnior. Tornou-se profissional em 2019 e evidenciou-se ao ganhar o Prémio da Juventude da Volta a Portugal e ao conquistar, nesse mesmo ano, a Volta a Portugal do Futuro.

 

Samuel Blanco

Samuel Blanco é um ciclista espanhol, nascido em 03 de Junho de 1994 em Chapela. No desporto, iniciou-se no futebol. Por influência do pai, antigo ciclista, que lhe reconhece aptidões para a modalidade, dedica-se ao ciclismo desde 2011. Tornou-se profissional em 2017, e apesar de vários contratempos em 2018, sagra-se campeão galego de contrarrelógio em 2018 e, em 2020, atinge o patamar mais alto da sua carreira, ao consagrar-se campeão de Espanha de Elites.

 

«Apesar do contexto de pandemia, a época de 2020 revelou-se de sucesso. Temos expetativas ainda mais elevadas para 2021 e estes quatro reforços, que hoje aqui vos apresentamos, refletem essa nossa vontade de fazer ainda mais e melhor. O currículo e as potencialidades destes e dos atletas que permanecem na equipa fazem-nos sonhar, que é a condição essencial no início de cada nova época», explica Vidal Fitas, diretor desportivo da Atum General / Tavira / Maria Nova Hotel.

Para Joana Queiroz, gestora da marca General, «é também com novas ambições que renovamos o apoio à mais antiga coletividade profissional em atividade nesta modalidade no mundo, bem como os nossos laços históricos ao ciclismo».

O apoio do Atum General enquadra-se na estratégia da Dom Manuel, a empresa que distribui esta marca de conservas de peixe, cujas latas ostentam uma “camisola” amarela e que estão associadas ao ciclismo há muitas décadas.

A ligação da General ao ciclismo tem uma longa história, quer como fornecedor oficial, quer com patrocínios diversos da prova-rainha deste desporto, em território nacional, em especial da camisola amarela ou de diversas etapas. Mais recentemente, há ainda a destacar o lançamento da lata comemorativa dos 90 anos da Volta a Portugal em Bicicleta, em 2017, uma edição limitada que retrata algumas das etapas míticas da prova, como as subidas à Serra da Estrela ou à Senhora da Graça.

A nível internacional, apesar do nome da equipa se manter, a marca a ostentar nos dorsais dos ciclistas será a de outra marca de conservas nacional, a Ramirez – a mais antiga empresa mundial do sector em laboração. As sinergias empresariais entre a Dom Manuel e a Ramirez, e a maior implantação desta a nível internacional, justificam esta opção. «Esta aposta é uma espécie de regresso a casa, já que a Ramirez nasceu precisamente no Algarve, em 1853. Estamos umbilicalmente ligados ao ciclismo e ao Algarve», acrescenta Joana Queirós.

Desde 1979 que o Clube de Ciclismo de Tavira pedala ininterruptamente – um registo único a nível mundial – e tem no seu palmarés, entre outros títulos, quatro vitórias na Volta a Portugal.

 

Ademar Dias

Partilha este artigo