N Engenheiros

Município de Faro aposta na valorização da EN2

Mítica estrada que atravessa Portugal, de ponta a ponta, celebrou esta segunda feira 75 anos. Ponto de chegada desta rota, em Faro, tem novo ponto de atratividade

A Estrada Nacional 2 (EN2), que atravessa Portugal de Norte a Sul, ligando Chaves a Faro, ao longo de 738,5 quilómetros, celebrou esta segunda feira, dia 11 de maio, 75 anos de vida. O Município de Faro, membro da Associação de Municípios da Rota da EN2 (AMREN2) desde a sua criação, em 2016, aposta em valorizar cada vez mais este património e produto turístico nacional.
Nesse sentido, recorde-se que a intervenção recentemente concluída para implementação de uma nova rotunda na cidade de Faro, entre a Avenida Gulbenkian e a Rua do Alportel, serviu também para criação de um novo ponto de atratividade e visibilidade para o ponto de chegada da EN2, com uma estrutura semi elevada, com dez metros de diâmetro, em que está desenhado, em calçada portuguesa, o número 738, que remete para o quilómetro final desta rota. Ao centro da rotunda, foi ainda recolocado o marco original da EN2, que ao longo dos últimos anos se tornou um símbolo para os viajantes que completam este mítico percurso que é cada vez mais um produto turístico nacional.
Esta estrada, que atravessa o País de ponta a ponta, pelo interior, passando por 11 distritos e 35 concelhos, foi registada no Plano Rodoviário Nacional a 11 de maio de 1945, cerca de 15 anos depois de terem começado a ser alcatroados troços de pedra e terra e constituídas as ligações necessárias para traçar esta rota histórica.

Tendo em conta a sua extensão única na Europa e as paisagens tão diversificadas e deslumbrantes que atravessa, além das experiências sensoriais e da excelente gastronomia local que proporciona aos viajantes, esta estrada tem-se tornado um verdadeiro produto turístico e destino de eleição para quem quer conhecer a verdadeira essência e identidade do nosso País. Nesse sentido, tem sido comparada à Ruta 40 (Argentina) ou à emblemática Route 66 (Estados Unidos da América).
Foi precisamente com o objetivo de promover os territórios atravessados por esta mítica estrada que foi constituída, no dia 5 de novembro de 2016, a AMREN2. Em novembro de 2018, também a União de Freguesias de Faro e a sua congénere de Madalena e Samaiões, do concelho de Chaves – pontos de início (quilómetro 0) e de chegada (quilómetro 738,5) da EN2 – celebraram um protocolo de geminação que visa a promoção conjunta desta rota turística.

O Município entende que, “no momento em que cumpre 75 anos de idade, a velha EN2 está hoje mais jovem do que alguma vez foi sendo caminho para milhares de viajantes, que ao percorrerem os seus 738,5 quilómetros, tomam pulso ao País de lés a lés”.

Assim, a autarquia convida, por isso, todos a conhecer e a percorrerem este percurso único na Europa, que atravessa cinco serras, 35 municípios e diversos patrimónios nacionais reconhecidos pela UNESCO. “Faro pode ser o fim da viagem, ou o início, como preferirem e, no princípio ou no fim, aqui estaremos, confiantes no futuro e com um novo monumento, recém inaugurado, para melhor receber ou ver partir todos os viajantes”, conclui o Presidente da Câmara Municipal de Faro, Rogério Bacalhau.

 

Ademar Dias

Partilha este artigo